Os Guerreiros que ostentam uniforme na cor laranja

0 76

Eles sempre estão lá e não tente imaginar o centro de São Paulo sem o trabalho deles, certamente muitos de nós estaríamos doentes ou correndo sérios riscos de contrair alguma doença, haja vista as consequências das propagações de pragas que já teriam tomado conta do bairro.

Para alguns pode parecer uma tarefa simples, dever da Prefeitura de São Paulo, porém poucos sabem o quanto é exigido de coragem e empenho  daqueles que realizam o serviço de limpeza na região central, principalmente no bairro Campos Elíseos.

Representar a Prefeitura de São Paulo em um perímetro extremamente hostil e, em muitos casos, logo após um conflito com a polícia, ou seja, realizar um trabalho entre duas partes que estão em constante conflito, ficar sob a mira de armas de fogo e quase sempre na iminência de ter que correr ou procurar abrigo para evitar as consequências de estar entre dois oponentes em conflito e tornar-se vítima da situação que até hoje nenhuma autoridade foi capaz de resolver, é uma missão muito complexa.

Um solo úmido, fétido, coberto por fezes, urina e entre as imundícies existem lâminas, seringas com agulhas, roupas com sangue e já foi encontrado até um caixão fúnebre, em outros termos, o campo de trabalho dos agentes da limpeza é um verdadeiro “vale da sombra da morte” do qual pais e mães de famílias passam todos os dias para garantir o sustento, atitude que torna cristalina a natureza de nobreza que possuem os agentes.
Nobreza e Coragem!

São nobres porque pertencem há uma classe rara de trabalhadores, aqueles que, mesmo com toda adversidade e o pouco reconhecimento, realizam um trabalho com extrema eficiência, transformam um ambiente decadente, tomado por entulhos e todo tipo de lixo, em ruas e calçadas, cientes de que em poucos minutos aquele trabalho será desprezado, muitas vezes um inescrupuloso joga o lixo no chão no mesmo momento em que a via ou a calçada está sendo lavada, contudo nada faz com que os trabalhadores fiquem desmotivados.

Corajosos porque mesmo desarmados têm suas tratativas com aqueles que estão acostumados a praticar a intimidação, defendem-se com a experiência de vida e em alguns casos até com a prática de defesa pessoal, afinal estão lidando com uma diversidade de pessoas problemáticas, muitas doentes, mas há também bandidos e valentões que não aceitam receber um “não” como resposta, portanto, além da habilidade técnica na área da limpeza, adotam posturas capazes de impor respeito aos que de alguma forma violam os limites do respeito.
São dezenas de “pontos viciados”, calçadas que passaram a ser usadas como lixões, uma demanda elevadíssima, fato que faz do trabalho, além de arriscado, muito cansativo.


Em muitas ocasiões em que há conflito entre a polícia e o coletivo local, os agentes da limpeza são surpreendidos, flexibilizam-se como podem para evitar que paus, pedras e todo tipo de arma branca fique a disposição de maus elementos, contribuem grandiosamente com o trabalho da polícia e sem seguida permanecem a disposição para recolher tudo que for dispensado após o embate, em alguns casos, lamentavelmente, isso ocorre logo após o encerramento de uma limpeza.

Não são percebidos, muitos desconhecem a dura missão que eles cumprem, talvez as pessoas acreditem que é apenas um recolhimento de materiais que estão na via, mas não é! Trata-se de um trabalho atípico, estratégico e que foi positivado com a experiência de cada um, equipes que aprenderam a passar pelo “vale da sombra da morte” com inteligência, uma expertise concebida pelo instinto de sobrevivência, motivação pelo trabalho e espírito de equipe.

No íntimo de cada agente da limpeza deve estar alojado o medo, o trauma e a angústia, afinal não é fácil sair de casa para enfrentar o perigo e estar ao lado de tanta desgraça e tristeza, mas os guerreiros do uniforme laranja não esmorecem!
São homens e mulheres que merecem os cumprimentos da municipalidade, pessoas que prestam um serviço elitizado, equipes que enfrentam o problema e não colocam empecilhos como desculpas para deixar de cumprir suas missões, sob chuva ou sol eles garantem a limpeza.

O Ajuda SP Centro tem a satisfação de parabenizar todas as equipes da limpeza da cidade de São Paulo, em especial os nossos preciosos agentes que atuam na área da Cracolândia, também solicitamos a todos os munícipes que passem a olhar com mais ternura e gratidão para nossos ilustres guerreiros que, muito mais que a limpeza, realizam superações diárias buscando prestar  um bom atendimento.

Somente a valorização do potencial de cada um e a união de forças é que serão capazes de promover a revitalização do centro de São Paulo, junte-se aos bons!

Ao navegar você concorda que use cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site. Aceitar Leia mais