A PM está sempre pronta e você pode ajudar

0 115

Uma instituição pouco compreendida por ser muito atacada pela imprensa tendenciosa, a Polícia Militar é o canal mais acessível entre o cidadão e o Estado, porém existem particularidades e burocracias que não são expostas aos olhos da maioria da população que, em muitas ocasiões , cria conceitos equivocados e até mesmo julga de maneira injusta, simplesmente pelo fato de não ter recebido o atendimento que desejava, o que não significa que a prestação do serviço não tenha sido realizada com excelência.

Policiais Militares são técnicos, todas suas ações são pautadas em procedimentos operacionais padronizados, sendo que estes, antes de serem legitimados, passam um por um rigoroso processo de positivação, ou seja, nenhum movimento operacional do PM é sem propósito.

Tenha certeza de que as ações dos militares priorizam a preservação da vida.

O fato de um policial estar inerte diante de uma situação ou agir em um tempo diferente do qual você espera tem uma explicação. Imagine que você está presenciando uma confusão generalizada em sua rua, indivíduos praticando vandalismo, obstruindo a passagem dos veículos, contudo, alguns metros adiante, uma equipe de policiais com escudos e armamento não letal prontos para o combate, porém apenas observando.

Estranho, não acha!?

Certamente seria uma atitude que geraria indignação das pessoas, mas o que a maioria não sabe é que os policiais militares agem sob comando e trabalham com informações, as atitudes não podem ser executadas quando há riscos em desfavor de inocentes.

Enquanto a maioria das pessoas julgaria  a falta de ação na situação como erro ou má fé, o policial militar sabe que se não foi dada ordem para agir é porque há um bem maior a ser protegido e por isso ficaria firme em sua convicção.

Imagine que na mesma situação alguém tome uma atitude impulsiva e inicie o combate e coloque os meliantes para correr para o lado oposto.

O que aconteceria se os bandidos corressem para o lado onde estivesse ocorrendo um evento com idosos ou crianças!?

Uma atitude impensada pode custar vidas!

Todos silenciam quando o médico, o advogado ou o bombeiro está agindo, portanto o mesmo deve ocorrer com as ações policiais.

Respeite o trabalho da Polícia Militar!

Os soldados, os cabos e os  sargentos são os profissionais que estão mais próximos das pessoas, são eles que executam as atividades operacionais, mas não é tarefa fácil, a julgar pelo fato de que esses profissionais ficam subordinados a uma hierarquia que, em síntese, resulta em uniformização das ações que nem sempre vão de encontro aos interesses coletivos.

Caso você sofra um acidente, for assaltado ou tiver um problema mais sério e necessitar acionar a PM, dificilmente será um coronel ou um major que irá atendê-lo, por outro lado, se o problema for de cunho político ou que envolva opinião pública, lá estarão eles, mas por que só nessas horas?

Seriam dois tipos de policiais?

Somente você pode responder, mas tenha como parâmetro os lugares e os momentos onde eles aparecem oportunamente.

Frisa-se, por oportuno destacar que para pedir votos e no cenário político são poucos soldados, cabos e sargentos.

Nada obsta, a evidência de que os policiais militares que estão nas ruas, raramente tem voz para falar a  sociedade o que pensam e o precisam para melhorar seus serviços.

Ora, por que só os coronéis podem falar?

Observe quem te socorre, quem está pronto para atendê-lo nas bases, depois verifique nas redes sociais, principalmente no Youtube, se são eles ou pares deles que fazem pronunciamentos e estão na câmara dos vereadores e dos deputados. Não! Quem trabalha nas ruas não tem tempo para ficar famoso!

Policiais de rua é o que podemos chamar de “gente da gente”, são eles que assumem serviço para nos atender e respondem no âmbito penal e administrativo quando cometem um erro tentando acertar!

No que tange a melhoria dos serviços, depende de você!

Você, o soldado, o cabo e o sargento são todos reféns das articulações da má administração promovida pelo sistema político. A Polícia Militar tem um efetivo com a maioria das pessoas vocacionadas, por outro lado há também os políticos e seus homens de confiança e é por este motivo que muitas coisas ainda não são como deveriam ser!

Cidadão, você precisa ser testemunha do policial quando ele é acusado injustamente, elogiá-lo nas ouvidorias, cobrar justificativas e ações dos comandantes!

Observe as dificuldades dos policiais e passe imputar responsabilidades aos comandantes que só aparecem na hora de pedir votos e na reunião dos CONSEG’s para ostentarem poder e simpatia. O policial militar te representa, mas por questões éticas e burocráticas deve ficar em silêncio diante das péssimas administrações, mas você não, você deve manifestar indignação e apontar os erros delas.

Administrador de polícia fala bem, sorri e anda com a farda impecável, é pura simpatia, mas cadê os resultados!?

Policial operacional tem um semblante fechado, aparentemente hostil, mas ele que te socorre e está sempre presente. Notícias desfavoráveis, sempre existirão, considere que existem algumas emissoras que são militantes de movimentos ideológicos que sempre terão aversão a Polícia.

No diz respeito ao bairro Campos Elíseos, já houve até ordem judicial restringindo atuação da PM, uma ação promovida pela Promotoria dos Direitos Humanos, mas tenham certeza, que assim como os guardas civis metropolitanos, os praças da polícia militar estão a disposição em qualquer ocasião.

A Polícia Militar é sua, está repleta de homens e mulheres valentes e cheios de disposição, não permita que políticos e seus aliados tomem conta dela!

Alie-se ao policial militar e cobre efetividade dos comandantes e do governador.

Os policiais militares estão nas ruas, firmes e fortes, ansiosos para que o Poder Executivo e os coronéis colaborem com suas atividades operacionais.

Nós, munícipes, temos a obrigação de saber quem são os comandantes da companhia e do batalhão local, para podermos cobrá-los, seja através de reuniões ou pelos canais disponibilizados pelo Governo.

É importante termos ciência de que os comandantes da PM não estão isentos de responderem administrativa e criminalmente,conforme as peculiaridades do caso, portanto nosso dever é auxiliar os guerreiros que estão no combate diário nas ruas e requerer ou representar o alto escalão que não corresponder as expectativas de sua função.

Envie ofícios as companhias, aos batalhões, solicite reuniões, mas não permita que seu direito seja ignorado pelo Governador ou por comandantes que restringem ou não favorecem a ação dos policiais. É seu direito e uma grande força aos valorosos homens e mulheres da Polícia Militar.

A PM é injustiçada de maneira imensurável, na região da cracolândia existem pessoas que ficam com câmeras aguardando o menor dos erros para transformá-lo em um absurdo.

Eles registram uma foto de um policial militar conversando com um cassetete na mão e redigem que a “Polícia Militar tem oprimido moradores”.

O bandido rouba, reage a prisão, oferece resistência, mas na tv só aparece o vídeo parcial do momento em que foi necessário fazer uso da força e ainda lançam a notícia como “Abuso de autoridade!” “Violência Policial”.

A imprensa brasileira é suja, observe como tudo é “metade de algo” e diligencie a respeito dos detalhes daquilo que eles transmitem e saberá o quanto ela é ardilosa.

Cidadão, não permita que a TV, a internet e homens maquiavélicos distorçam seu entendimento e opinião, observe com mais justiça o trabalho da Polícia Militar e faça oposição e militância contra os bandidos! Os bandidos não querem que você seja amigo do policial militar, porque sabem que isso pode significar prisões e mudanças significativas no sistema de normas nacional.

Valorize a PM. Valorize aqueles que dão a vida para proteger São Paulo. Os profissionais da Segurança Pública precisam ser valorizados.

Ao navegar você concorda que use cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site. Aceitar Leia mais